sábado, 16 de junho de 2012

Tem alguém aí?

"Hello... Is there anybody in there?" (Pink Floyd) :))

Tô aqui, dois meses depois. Queria voltar quando eu estivesse, pelo menos, com 93, 95 novamente, porque sei que estando nessa faixa de peso, dificilmente voltaria pros 105, então, dificilmente desistiria de postar aqui.

Cheguei quase aos 106, gente. É quase impossível me imaginar nesse corpo, não sou eu. É inadmissível EU chegar nesse peso, se eu cheguei nele novamente, é porque as coisas não andavam bem mesmo, não vou culpar minha falta de força de vontade, porque não era só isso.

Me rendi a sibutramina, inibidor de apetite. Tomei uma vez, maaais de um ano atrás e não me adiantou de nada, agora tô tomando 15mg por dia há uma semana e meia e realmente diminuiu meu apetite, e acelerou minha saciedade, mas somado a minha força de vontade as coisas funcionam, porque se ela não existisse aí nenhum remédio adiantaria mesmo, porque ele diminui o apetite, mas a compulsão NÃO. Aliás, claro, controla a compulsão porque quando me sento pra comer não ando exagerando mais, mas conseguiria tranquilamente passar do ponto como, normalmente, ando passando há mais de um ano então força de vontade + sibutramina como aliada é o objetivo.

Quarta retrasada, dia 06 de junho, eu estava com 104 e alguma coisinha, hoje estou com 101, 3 kg e incrível como a perda de peso, inchaço e tudo mais reflete na minha autoestima. Sei que estou gorda ainda, quando caio na real de que AINDA estou quase 10 quilos a mais do que estava em 2010, fico triste, mas só vou conseguir chegar ao peso anterior, se eu esquecer essa tristeza e olhar pra frente, né? Olha, incrível como o rosto já não fica mais redondo, tudo diminui, é como se estivessem me esvaziando. Aqui funciona assim, emagreço muito rápido dentro e fora, isso é bom, esqueci o quão bom era isso!

Continuo comendo carne, sim, mas com menos freqüência. Se como, é porque sou acomodada e vivo com mais quatro pessoas na minha casa e todas elas comendo carne, então é mais fácil, porém ainda quero comer nadinha de carne. Sou assim, gente, não adianta, cada vez que coloco uma carne na boca, penso que tô comendo bicho morto, músculos, artérias, além disso, participando da morte de um bicho cheio de vida e alegria. Não incomodo ninguém com isso, não... são os meus pensamentos. E se eu penso isso tudo, é porque praticamente a coisa que me impede de não comer mais é a gula e a facilidade, né? Então não tá certo. Mas um dia eu chego lá :)

Ah, vejo vocês todos os dias, TODOS, só não comento porque eu tava mesmo sem palavras, sem forças, mas tô aqui de novo, caminhando e tentando não desistir nunca mais.

Um comentário:

Tê [gordinha é o c@#@*%O!] disse...

Moniquitaaaa, vc voltou!
Para de sumir porrãn! Mó saudade!!!

Eu tenho medo dessa tal sibultramina, mas espero que ela seja uma aliada de verdade p/ vc, só um pontapé msm..pq virar escrava de remédio ng merece né querida?!

NÃO SUMA!

Bjoos